JARDIM DE FAIXAS DE ANDREW KUDLESS

DESIGN MIAMI/ 2016 JARDIM DE FAIXAS DE ANDREW KUDLESS

A instalação Jardim de Faixas é composta por três telas de faixas curvas de 8’ – lembrando troncos de árvores ou vinhas – que demarcam a área central. Cada faixa é iluminada no interior por uma luz que oscila e apaga-se suavemente. Inicialmente, a faixa parece sólida, mas conforme a luz se intensifica, ela revela sua forma oca.

A segunda criação, os topos de carvalho laminados roboticamente dos bancos interligados, evocam os cavaletes e as prensas de vinho da Perrier-Jouët, enquanto o concreto dos pés foi tratado especialmente para se parecer com a greda que abriga as adegas da Maison e nutre suas vinhas.

A mesa cintilante no centro do espaço compartilha do mesmo motivo orgânico de faixas, em um bioplástico transparente que evoca o vidro. Iluminada por dentro, cada um de seus filamentos brilha na luz para lembrar a clareza radiante e as finas e vibrantes bolhas dos distintos vinhos da Perrier-Jouët.

Finalmente, o extraordinário design do balde de gelo leva o relacionamento orgânico com o champagne ao limite. Ele usou cascas de Chardonnay moídas impressas em 3D para criar uma peça intitulada The Perrier-Jouët Marc Metamorphosis: um tributo ao frescor cristalino, à sutileza e à sofisticação do cuvée Belle Epoque Perrier-Jouët.

SOBRE O ARTISTA

“Fiquei interessado na forma como faixas, fibras, ramos e videiras eram aplicados em todos os aspectos do Art Nouveau, desde pinturas até a arquitetura”. Andrew Kudless 

Andrew Kudless criou seu estúdio de design Matsys em 2004. Seu trabalho - que foi exposto nos Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Japão e China como parte das coleções permanentes do Centro Pompidou, do FRAC Centre e do SFMOMA - explora um território que se encontra no cruzamento entre a arquitetura, a engenharia, a biologia e a computação. Inspirado por formas orgânicas, suas criações têm raízes em sua noção de técnica digital: a maneira como a tecnologia de ponta pode ser usada para promover criações artísticas únicas e imprevisíveis.

 

DESCUBRA O DESIGN MIAMI/ 2016

ALL’OMBRA DELLA LUCE por RITSUE MISHIMA

DESIGN MIAMI/ 2015 ALL’OMBRA DELLA LUCE por RITSUE MISHIMA

All’ombra della luce é uma instalação incrível, uma experiência verdadeiramente imersiva em que luz e sombra são os protagonistas. No centro de um vasto espaço com paredes decoradas com um padrão de anêmona estilizada, uma grande estrutura de madeira parcialmente coberta por espelhos convida o visitante à contemplação: um teto desaparecendo sob uma profusão de discos de vidros soprados incolores de diferentes tamanhos e formatos, suspensos no ar, cada um deles portando as marcas do exclusivo trabalho artesanal da artista. Pendurados acima da superfície espelhada, seus reflexos brincam com a luz, chamando a atenção em jogos de transparência, criando uma coreografia luminosa e poética.

Uma segunda criação é dedicada ao ritual de servir champagne: um grande recipiente de vidro soprado. Unindo design ousado com técnica artesanal, as linhas redondas desta forma orgânica evocam a eferverscência da champagne, enquanto o poder e a fragilidade do material transparente de vidro criam um contraste surpreendente.

À sua própria maneira, cada uma dessas peças de arte ilustra a filosofia da champagne da Perrier-Jouët: técnica artesanal artística enriquecida com autenticidade, elegância e um gosto real pela natureza e seus prazeres.

SOBRE A ARTISTA

A colaboração com Ritsue Mishima foi uma escolha natural para a Perrier-Jouët, totalmente alinhada com sua história: ela ecoa os laços próximos da Maison com a natureza, o diálogo ativo que sempre manteve com a arte e o design e o desejo de trazer beleza à vida cotidiana.

Ritsue Mishima adotou o vidro para expressar uma visão de natureza em que a harmonia nasce dos reflexos da luz sobre uma infinita variedade da formas. Consequentemente, com um século entre eles, a artista japonesa está seguindo os passos de Émile Gallé, dando continuidade a esta celebração da natureza e suas maravilhas e realçando os laços profundos da Perrier-Jouët com o movimento Art Nouveau.

 

EPHEMERA DE MISCHER'TRAXLER

DESIGN MIAMI/ 2014 EPHEMERA DE MISCHER'TRAXLER

Explorando a conversa mágica entre o homem e a natureza, "Perrier-Jouët apresenta Pequenas Descobertas por mischer’traxler" é uma colaboração estendida entre a equipe de designers de Viena e a casa do champagne que presta homenagem à vida.

A obra-prima “Ephemera” reflete a bela transitoriedade da natureza, do ser e do não ser, do conhecido e do desconhecido. Inspirada pelas referências naturais do Art Nouveau, encanta o público com uma brincadeira delicada de esconde-esconde em um jardim ornamental mecânico, convidando à participação, discussão e questionamento.

Uma grande mesa de carvalho é incrustada com motivos botânicos que parecem estar vivos de longe, com plantas e insetos se movendo. Mas, ao chegar mais perto, o jardim desaparece. Um espelho também parece ter vida própria. De longe, as flores crescem em todo o vidro, subindo e saindo da moldura. Olhando de perto, a planta se retrai e volta a ser apenas: um espelho.

SOBRE OS ARTISTAS

"A mischer'traxler cria um inteligente trabalho de design inspirado no mundo natural, usando um equilíbrio de tecnologias tradicionais e modernas, o que resulta em peças familiares porém de alto conceito".  XXXXX para Perrier-Jouët

Katharina Mischer e Thomas Traxler fundaram o Studio mischer'traxler em Viena em 2009. Integrando trabalho artesanal e tecnologia de ponta, desenvolvem produtos, móveis e instalações cinéticas que refletem sobre a natureza emocional, ambiental e filosófica do que faz um bom design. 

Suas criações originais para o Pequenas Descobertas serão expostas em locais selecionados em todo o mundo, antes de ingressar na coleção particular  Perrier-Jouët de peças Art Nouveau na Maison Belle Epoque.

 

design miami

DESIGN MIAMI 2013 PHARE NO° 1-9 BY SIMON HEIDJENS

Revelando a poesia do mundo natural através de uma narrativa vanguardista e imersiva, o trabalho leve e cativante de Simon Heijden combina perfeitamente arte, design e novas técnicas para levar o Art Nouveau  ao século XXI.

Com Farol N° 1-9, Heijdens encontrou uma maneira completamente nova de desenhar e construir imagens. Investigando o Art Nouveau e seus princípios de peças trabalhadas em estúdio e mesclando o orgânico à tecnologia de vanguarda, ele liberta o caráter estático do nosso ambiente estruturado e rompe os limites da nossa maneira de sentir o mundo natural.

Nove garrafas artesanais usam as qualidades dimensionais e de refração luminosa da água para traçar a essência oculta dos espaços e objetos que nos cercam. Criando uma história em constante evolução, um desenho vivo, o ambiente completamente branco transforma-se em uma tela e uma narrativa a se percorrer, parar e experimentar as diferentes perspectivas.

SOBRE O ARTISTA

 

"Eu tento despertar uma sensação de natureza e coincidência na homogeneidade do cotidiano". Simon Heijdens

A visão, habilidade técnica e abordagem notável de Simon Heijden sobre o mundo natural revelam os princípios da arte e beleza na vida cotidiana de forma inédita.  Assim como o Art Nouveau viu Jules Chèret introduzir o cartaz impresso e Louis Lumière criar imagens em movimento, Heijden apresenta uma nova mídia de expressão que ecoa a inovação estética do período.

 

lost time by glithero

DESIGN MIAMI/ 2012 TEMPO PERDIDO, DA GLITHERO

Uma instalação rara e excepcional da dupla de designers de Londres Glithero, Tempo Perdido inspira-se na obra do artista espanhol Antonio Gaudi para traduzir as curvas voluptuosas e naturais do movimento Art Nouveau em um momento puro e experiencial.

O objetivo de Gaudi era encontrar a mais pura e perfeita curva da natureza para a igreja Sagrada Famila em Barcelona, o que conseguiu através de um modelo único de arquitetura: uma multitude de linhas pendentes do teto.

Inspirado na súbita mudança de atmosfera, a imobilidade definitiva das caves Perrier-Jouët, as linhas de contas de Glithero pendem como gotas de orvalho nos porões. Abaixo, uma piscina de água rasa captura o efeito óptico de luz e contraste para criar um senso semelhante de desorientação e atemporalidade, e oferecer um ambiente privilegiado de transformação.

SOBRE OS ARTISTAS

"Em resposta ao estilo Art Nouveau, mudamos a ênfase da representação figurativa da natureza para capturar a experiência pura da natureza". Sarah Van Gameren, Glithero.

Tim Simpson e Sarah van Gameren, parceiros no trabalho e na vida, fundaram a Glithero depois de se conhecerem enquanto estudavam no Royal College of Art. No seu estúdio em Londres, criam produtos, móveis e instalações que apresentam "a beleza do momento em que as coisas são feitas".

Hoje, que a beleza é visível na cave mágica que deu origem as adegas  Perrier-Jouët abaixo, da Maison Belle Epoque, onde laços de correntes pendem como candelabros acima da água, relembram e reinterpretam o Tempo Perdido.

 

PERRIER-JOUËT PATRONO DO DESIGN CONTEMPORÂNEO

PERRIER-JOUËT PATRONO DO DESIGN CONTEMPORÂNEO

Todos os anos, Perrier-Jouët procura designers jovens e estimulantes para embarcar em uma colaboração exclusiva de celebração do belo e fundir a arte na vida cotidiana.

Cada criação original é revelada para os mais influentes colecionadores, galeristas, designers, curadores e críticos do mundo na DESIGN MIAMI/, o fórum global e evento de destaque para arte, design, cultura e estilo de vida, antes de se tornar parte da prestigiada coleção particular da Perrier-Jouët na Maison Belle Epoque em Epernay, Champagne.

Perrier-Jouët O  champagne oficial do DESIGN MIAMI desde 2012. Além de dar suporte à feira internacional de design com as criações comissionadas, a casa traz seu estilo e espírito para a noite de abertura, recepção à imprensa e salão dos colecionadores e é a anfitriã de eventos VIP e festas selecionadas, organizadas pela comunidade artística.