Uma anêmona como uma obra de arte

Uma anêmona como uma obra de arte

Em 1902, a anêmona japonesa foi desenhada em uma garrafa Belle Epoque – um ícone que alçou grandeza ao longo dos anos.

No início dos anos 1900, o movimento Art Nouveau explodiu em vida, tirando sua inspiração das linhas e movimentos da natureza, convidando a beleza e a poesia para a vida diária. Seus valores ecoam os da Maison Perrier-Jouët. O artista e mestre de vidro Emile Gallé foi um dos pioneiros do movimento. Em 1902, ele criou a icônica anêmona envolta em ouro,

 

que seria escolhida como identidade estética do primeiro Perrier-Jouët Belle Epoque da safra 1964, transformando a garrafa em uma obra de arte. Assim nasceu a parceria entre o Art Nouveau e a casa. Uma história que continua a se desenrolar até hoje.